9.1.09

Dialécticas Museo(lógicas)



















Subject: RE: dialectica. Uma nuance ...


Date: Fri, 9 Jan 2009 22:31:24





Caríssimo Pierre



Saravá ilustre amigo, concordo. Concordo contigo, mas acho que o mais importante é suscitar a reacção, o espanto, a vontade. Por muito nobres que se nos afigurem as causas, nada muda se for imposto. As pessoas (julgo eu) têm que acreditar que podem contribuir para a mudança. Têm que se sentir comprometidas, ganhar confiança, crescer com o problema e ganhar coragem (audácia) para intervir na mudança. Este processo é sempre uma construção. São processos lentos de identificação ... mas, subitamente, dependendo das lideranças e das circunstâncias, do nível consciência individual e colectiva, dão saltos que nos ultrapassam. Saltos qualitativos de que, por vezes, nem nos apercebemos por estarmos tão perto dos problemas e, simultaneamente, tão viciados nas soluções. O que me parece importante é a persistência no terreno. O importante é criar laços e hábitos de pensar livremente. Rotinas de discussão. Esse é o campo onde germina a mudança. A convicção de que é possível mudar. Manter acesa a chama ... deixar fluir o pensamento. Eis a dialéctica ... museo(lógica) do conhecimento.








(e ... sim, Gaza é o espelho da indiferença a " banalidade do mal " proclamada por Hannah Arendt aos nossos olhos. Um crime horrendo. Uma guerra assimétrica)







Musealogando ...






iv (isabel Victor)





_____________________














Caríssimo Raul,

Gracias por recordar nos los princípios sacrados de la nueva museologia , esso es de la museologia SOCIAL, que sia communitaria, de citadania, revolucionaria, altermondialista, siempre critica, contestaria, impertinente, confrontational, siempre libre que se puede contemplar en los ojos que son en tu mirada. La dialéctica que surge de la paxis del trinomo pueblo-sus raises ( cultura y medioambiente ) es lo que falta mas el el marco del statismo de la formula populacion-territorio-patrimonio quando non se resolve por la equacion +++=ACCION POR UN CAMBIO QUALITATIVO, implementando la construccion de las memorias por un futuro, entonce la refutacion de todo lo que es recibido, transmitido indiscrinamente, el gusto de la memoria por la memoria siendo fútil. Adelante ! Muchos van a fulminar adelante estas asertiones como cada dia fulminamos a la vista de los horrores en Gaza enfrentados por la consciencia falsificada de la consciência de la communidad international. Saria el tema de una exposition fracassante de parte de los adherentes mas radicales de <> movimiento, dando la prueba del corage de algunos.





Pierre (Mayrand)

Sem comentários: